Símbolos
O Mago
Rei do Espírito

"O Mago criador no ato de criar."Iglesias Janeiro

Aleph: Os mistérios do Bom guia. Representa a unidade, a unicidade, o princípio das coisas, o pai, o mundo como manifestação, o homem como unidade vivente completa em si mesma, o fundamento, a razão dos atos.

O Sol em Leão - Mercúrio

Arcano
imagem © Editorial Kier

Plano Espiritual:
"A síntese do todo a iniciação nos mistérios e o poder para decifrá-los e servir-se deles. " Iglesias Janeiro

Os olhos de Ra e Thot. O Sol e a Lua. Este olho e seus pedaços representam as fases da lua e o eclipse, a matemática, a magia, a vida, a ressurreição, a cura e a proteção.

Plano Mental:

"O poder volitivo, e de transmutação e da coordenação. Da aptidão para propor, considerar e resolver os problemas, despertar e dominar as paixões." Iglesias Janeiro

A figura principal desta carta é um jovem, filho de Faraó (Akhenaton, Setna ou Nefrekeptah), curioso em descobrir os segredos da vida. Ele se depara com vários objetos que o ajudaram na jornada em que está prestes a embarcar. A “Jornada em Busca do Ser.”
Na frente dele está um cubo, com a inscrição do pássaro Íbis, símbolo do deus Thot, o grande Mago Egípcio, deus da sabedoria, da magia, da ciência, do tempo, da astronomia e da escrita. O Tarot em si é considerado “O livro de Thot. ” Então como a primeira carta do tarot, esta é a primeira página do “Livro de Thot”, que de acordo com a mitologia egípcia contém toda a sabedoria dos deuses.
Sobre o cubo estão a moeda, a espada e o vaso, que junto do bastão da mão do Mago formam os quatro instrumentos que o menino vai ter que aprender a usar para poder se inserir dentro do seu universo, que para nós significa o ambiente determinado pelo momento histórico que vivemos. Esses quatro objetos são relacionados com os quatro naipes dos arcanos menores e com os quatro objetos que aparecem ao redor do mesmo personagem no Arcano do Regresso (carta 22).
Bastão espelhado: Relacionado com o naipe de Paus. Mostra a tarefa de criar estruturas básicas: estudos, sobrevivência, casa, estabilidade emocional. Com o Bastão Espelhado o menino conquista o Cajado, símbolo da autonomia, que aparece na carta 22. O primeiro instrumento que ele vai ter que aprender a utilizar para provar que é um adulto, para criar o reflexo da sua mente no mundo físico.
Vaso: Naipe de Copas. Representa a tarefa do indivíduo de estabelecer papéis de acordo com seus dons para conquistar seu espaço dentro da sociedade. Com o vaso, ele atinge a Pele de Leopardo, símbolo da maioridade e do sacerdócio.
Espada: Naipe de Espadas. Utilizando-se da Espada, o menino terá que descobrir como utilizar seus talentos para promover a evolução da humanidade, realizando assim sua Função como indivíduo. Dominando o Crocodilo, que representa as forças de manutenção do já estabelecido, do Arcano do Regresso.
Moeda: Naipe de Ouro. Através da Moeda, o Jovem terá de aprender a discernir o valor das suas capacidades e do conhecimento adquirido e saber canalizar o uso disso de acordo com seu sentido de vida para obter o crescimento e o saber, representado pela Chave da Sabedoria da figura do sacerdote da carta 22.

Plano Material:

"A organização dos elementos naturais e o domínio das forças em movimento, dando aptidão para adquirir e dispor, criar modelos e aplicar." Iglesias Janeiro

Temos nessa carta dois cubos: um no Plano Material, outro no Mental. O cubo representa a bagagem que todo indivíduo traz na sua essência: Dons, virtudes, memória genética e vidas passadas.

Livro
próxima
entre
anterior
Tarot Egípcio: A Jornada em busca do Ser - Página 9

Esse texto faz parte do livro "Tarot Egípcio: A Jornada em Busca do Ser" de Nelise Carbonare Vieira e Marianita Vieira

Reprodução proibida

 

 

 

Tarot Free Mapa Brindes A Autora Novidades Consultas Livro Alma Gemea Email Home