A Fragilidade
Naipe do Corpo
Arcano

Ain - 16

Virgem morada de Mercúrio

 

Libertação de laços de dependências - Realização do Si Mesmo - Perda do medo - Quebra de bases em função do amadurecimento

"Luz do amanhecer, luz do meio dia, luz do entardecer: o que importa é que seja luz."

 

Realizar a missão individual, é realizar sua essência, que é única, individual. Para isso, é necessário libertar-se dos falsos valores. É preciso se libertar das ilusões de que precisamos, que temos que ter, ou fazer isso ou aquilo. Tudo o que é além à expressão dos nossos dons e do conhecimento inerente ao nosso ser é superficial. A Fragilidade ou a Torre, representam a libertação das dependências e de todas aquelas desculpas que colocam para prorrogar de assumirmos a nossa Tarefa Kármica: A Realização do nosso Indivíduo. Você estava contando com uma estrutura que funcionou como um grande ovo. Dentro dela, você tinha suas necessidades garantidas, estava protegida(o) e crescendo. Com todo esse conforto, você cresceu e cresceu, e agora aquela estrutura velha, não te serve mais. A comida já não te satisfaz, e está prestes a acabar, e com a casca quebrada, a proteção acabou. Ou seja, a estrutura antiga não produz o que você necessita agora, e manter essa interdependência te impede te continuar crescendo e se desenvolver em outros aspectos que você quer agora. Agora está na hora de quebrar casca e mostrar quem você é. Você tem tudo o que precisa e não precisa de nada e de ninguém. Pode contar consigo mesmo. Saindo da proteção você vai perceber que não tem mais desculpas a dar. Não precisa mais se esconder atrás de impossibilidades. Agora tudo é possível, recrie sua vida. Seu ser é dotado de talentos e conhecimentos que você traz no seu DNA ou das suas vidas passadas. E seus interesses regrados pelos seus dons, já fizeram você rechear uma biblioteca de novos conhecimentos adquiridos nessa vida. Portanto, reveja sua vida e reconheça suas próprias armas. Elas são genuínas e você sempre vai poder contar com elas. Muitas pessoas se assustam com essa carta, porque as bases antigas que não servem mais se quebram, querendo nós ou não. Depende da consciência que você tem da sua vida, fica mais fácil viver, pelo menos a gente não fica tão à mercê dos acontecimentos. Quando a pessoa não percebe que está dependente, nestas rupturas pode sofre mais, pois vinha se apoiando em estruturas alheias, e quando estas se quebram, a pessoa se sente desprotegida. Porém, temos tudo para desenvolver nossas próprias proteções. Mãe é bom, e sempre vamos encontrar uma dentro de nós mesmos. Carência temos que resolver com essa mãe interior. E não com o namorado ou a namorada. Esse são para crescer, construir, criar e amar. Numa relação afetiva quando nós estamos mais seguros e percebemos que não estamos dependentes do companheiro. Por exemplo em um casamento: Não quer dizer separação. Se ela aparece, no momento quer dizer que o casamento pode estar em crise pois está se rompendo aqueles pactos que veem junto das dependências. E assim a relação passa a ser questionada.
2

Amor:
Fragilidade. Necessidade de quebra das resistências no campo afetivo, da libertação dos medos. Relação com uma pessoa que está insegura, carente. No casamento pode querer dizer vocês estão em crise pois está se rompendo aqueles pactos que veem junto das dependências. E assim a relação passa a ser questionada. Mas isso pode ser superado, se um permitir ao outro liberdade para criar sua própria estrutura, ou para ser quem ele/a quera ser.

5

Trabalho:

4

Família:

4

Caracter:

Leia também:
Descrição e explicação dos símbolos desta carta
Associações com outros Arcanos
Livro
próxima
entre
anterior
Tarot Egípcio: A Jornada em busca do Ser - Página 53

Esse texto faz parte do livro "Tarot Egípcio: A Jornada em Busca do Ser" de Nelise Carbonare Vieira e Marianita Vieira

Reprodução proibida

 

 

 

 

Tarot Free Mapa Brindes A Autora Novidades Consultas Livro Alma Gemea Email Home